Detido predador que filmava debaixo das saias das mulheres no metro de Madrid

Entre as 555 vítimas há duas menores. Colombiano partilhava imagens em site de pornografia e em alguns dos vídeos vê-se o rosto das vítimas.

A Polícia Nacional de Espanha anunciou esta quarta-feira a detenção de um "predador de privacidade" que filmou 555 mulheres, entre elas duas menores, desde julho do ano passado. O colombiano usava uma mochila com um telemóvel para filmar as partes íntimas de mulheres e adolescentes que usavam saias curtas e vestidos. Está preso, sem possibilidade de pagar fiança, assim decretou o juiz.

De acordo com o El Mundo, as imagens eram depois partilhadas num site de pornografia: a polícia encontrou 283 vídeos (alguns deles incluem várias mulheres) e o seu perfil era seguido por 3.519 internautas, tendo já recebido 84.594 visitas. Os vídeos tinham um total de 1.367.999 visualizações.

O homem é acusado de um crime contra a intimidade e outro de corrupção de menores uma vez que filmou pelo menos duas adolescentes de 15 anos.

As autoridades já conseguiram localizar 29 das vítimas e as investigações continuam. Há imagens da polícia a proceder à detenção do predador.

Os agentes da Brigada de Crimes Tecnológicos da Polícia Nacional encontraram na casa do colombiano um computador portátil e três discos rígidos com dezenas de gigabytes de vídeos gravados com centenas de vítimas. O homem tinha até um programa para editar os vídeos.

Segundo os investigadores, o predador filmou "compulsivamente, praticamente todos os dias e sempre que teve ocasião, todas as mulheres que podia".

O homem vivia no bairro de Usera, é solteiro e não tem cadastro. Não se sabe se lucrava financeiramente com as gravações, embora a polícia acredite que isso não se passava. Assim como também não descarta a possibilidade de o homem sofrer de algum tipo de distúrbio de personalidade.

Gravava os vídeos nas suas viagens de metro quando ia e voltava do trabalho, mas também fez vídeos durante a noite e nos fins de semana, Costuma viajar entre as estações de Atocha e Sol e nas estações mais próximas destas. Chegou a seguir mulheres em supermercados e outros estabelecimentos, segundo a polícia.

A investigação começou quando a polícia encontrou imagens num portal de conteúdo sexual com mais de 20 milhões de seguidores. Um dos perfis publicava "infinitos" vídeos, gravados em Madrid, em que se podiam ver as partes íntimas do corpo de centenas de mulheres. Alguns dos vídeos eram editados com música de fundo e outros com os rostos das mulheres que o homem gravou.

A técnica usada pelo colombiano consistia em levar o telemóvel na mochila onde fizera um buraco para a câmara - que ficava virada para cima - e aproveitava as horas de ponta para se aproximar das vítimas sem levantar suspeitas.

Foi o próprio site onde publicava os vídeos que ajudou a polícia a encontrar o predador fornecendo informações que permitiram identificá-lo. A polícia seguiu-o no metro e acabou por apanhá-lo em flagrante delito: estava novamente a filmar uma mulher.

O primeiro vídeo terá sido publicado em julho de 2018, embora não se saiba se o homem não publicou vídeos semelhantes em outras páginas de conteúdo pornográfico.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.