Detida a mulher mais procurada pela Europol

Numa lista de 70 nomes, Tania Varela, advogada galega de 44 anos, era o único nome feminino procurado pelo Serviço Europeu de Polícia. Fugia desde 2011. Foi detida esta segunda-feira

A advogada galega Tania Varela, 44 anos, era desde 2011 era a mulher mais procurada pela Europol - o único nome feminino numa lista de 70. Foi presa esta segunda-feira, pelos Mossos d'Esquadra, a polícia catalã, em Vilanova i la Geltrú, a 30 quilómetros de Barcelona.

Tania Varela vivia fugida a três mandados de detenção por tráfico de droga e branqueamento de capitais.

A prisão foi feita esta tarde pela polícia da Divisão de Investigação Criminal (DIC), dos Mossos d"Esquadra, que seguia no seu encalço há vários anos, segundo publica o jornal espanhol La Vanguardia.

A advogada galega já estaria instalada na cidade há algum tempo. Tinha-se mudado para lá e começado uma vida nova usando documentos falsos.

Quando foi apanhada, estava em casa sozinha, desarmada.

Esta não é a primeira vez que Tania é detida. Em 2006, a galega foi apanhada depois de uma operação e chegou mesmo a ser condenada por associação com grupos que se dedicavam ao tráfico de droga.

O El País recorda, curiosamente, que a primeira vez que a advogada foi mencionada nas notícias, foi por uma boa causa. Tinha 27 anos e fora nomeada diretora do Centro de Informação da Mulher de Cambados, uma instituição que se dedicava a defender as mulheres vítimas de violência doméstica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG