Detetadas nos EUA 530 pessoas com doença associada a cigarros eletrónicos

Sete destas pessoas morreram, embora as autoridades sanitárias não tomem como certeza que se trata de uma causa direta do consumo deste produto.

Pelo menos 530 pessoas nos EUA sofrem de uma misteriosa doença pulmonar que poderá estar associada ao uso de cigarros eletrónicos, de acordo com um estudo da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) citado por jornais norte-americanos.

De acordo com responsáveis da FDA citados todos os casos reportados estão ligados a pessoas que tinham um historial de uso de cigarros eletrónicos, mas as autoridades sanitárias não conseguem ainda determinar a origem dos danos pulmonares detetados.

Pelo menos 530 pessoas, em 38 estados norte-americanos, foram afetadas e sete delas já morreram, segundo as autoridades dos EUA. Em alguns casos, os cigarros eletrónicos associados às doenças continham nicotina e THC (tetrahidrocanabinol, uma substância psicoativa) e noutros casos apenas nicotina, com várias das pessoas reportadas a admitir que tinham comprado os produtos no mercado negro.

Contudo, segundo o relatório da FDA, os investigadores não identificaram nenhum produto ou substância como o principal responsável pela doença, apesar de suspeitarem de alguma forma de exposição química.

Citado pelo jornal Washington Post, o diretor do Centro de Produtos de Tabaco da FDA, Mitch Zeller, alertou para os riscos provocados pelo uso de produtos que contenham THC.

Na terça-feira, Nova Iorque tornou-se no segundo Estado norte-americano (depois do Michigan) a proibir a comercialização de cigarros eletrónicos aromatizados, justificando que incentivam os jovens a fumar e existe um elevado risco de dependência da nicotina. A decisão foi tomada numa votação no Conselho de Saúde Pública e Planeamento Sanitário do Estado de Nova Iorque, convocado pelo governador, Andrew Cuomo, que já tinha pedido medidas urgentes.

As autoridades federais aconselham as pessoas preocupadas com este género de risco de saúde a considerar abster-se do uso de cigarros eletrónicos ou quaisquer outros dispositivos de vaporização.

Exclusivos