Democratas estão a boicotar no Senado parte da equipa de Trump

Nomeações para a Saúde e Tesouro estão paradas. Novo procurador-geral também espera votação

Os representantes democratas na comissão das Finanças no Senado norte-americano estão a bloquear a votação para a confirmação de membros da equipa governativa de Donald Trump.

Em causa estão as nomeações dos secretários para a Saúde, Tom Price, e do Tesouro, Stephen Mnuchin. Os senadores pediram mais informação sobre as atividades financeiras de ambos, o que obrigou a um adiamento da votação que permitirá que assumam os respetivos cargos.

Há mais nomes à espera de confirmação, como o de Jeff Sessions, indigitado para o cargo de procurador-geral.

Este será o sucessor de Sally Yates, que foi esta terça-feira despedida por Donald Trump após ter ordenado que os procuradores não defendam em tribunal o decreto anti-imigração do novo inquilino da Casa Branca.

No caso de Tom Price, segundo disseram aos media internacionais membros democratas da comissão das Finanças, está em causa o facto de ele ter ações de uma empresa da área da Saúde.

Relativamente a Stephen Mnuchin, os senadores investigam a sua ação durante execuções hipotecárias no banco de que era proprietário, o OneWest.

A atitude dos democratas foi já muito criticada pelos seus homólogos republicanos, com o senador Orrin Hatch, que preside à comissão, a afirmar que eles "estão a comportar-se como idiotas", segundo a AP.

Trump reage... no Twitter

O presidente norte-americano usou entretanto a rede social Twitter para reagir a este caso.

"Quando é que os democratas nos dão o procurador-geral e o resto do gabinete! Deviam ter vergonha! Não admira que Washington não funcione!", lê-se na publicação do líder americano.

Exclusivos