CEO da Qatar Airways pede desculpa por comentário sexista

Akbar Al Baker tinha dito que uma mulher não podia liderar uma companhia aérea.

O CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, pediu "sinceras desculpas" por ter dito que uma mulher não podia liderar uma companhia aérea por esse ser um cargo "com muito desafios".

Num longo comunicado, diz que o comentário vai contra o seu trabalho para expandir o papel das mulheres em cargos de liderança" na Qatar Airways.

"A Qatar Airways acredita firmemente na igualdade de género no local de trabalho e a nossa companhia aérea tem sido pioneira nesta área na nossa região, tendo sido a primeira a contratar mulheres como pilotos, e uma das primeiras a treinar mulheres engenheiras", lê-se no comunicado, segundo o qual 44% dos funcionários são do sexo feminino.

Na véspera, numa conferência de imprensa em Sydney, onde decorre a reunião anual da IATA (International Air Transport Association), Akbar Al Baker tinha garantido que só um homem pode liderar uma companhia aérea.

O CEO da Qatar Airways, à frente da empresa há mais de 20 anos, tinha sido questionado sobre a sub-representação das mulheres no mundo da aviação, sobretudo no Médio Oriente. Al Baker garantiu que tal não acontece no Qatar, mas sublinhou que "claro que tem de ser liderada por um homem, porque é um cargo cheio de desafios"

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG