Canal holandês brinca com "Toy" e Israel não gostou

Letra da música foi alterada para criticar os ataque a manifestantes palestinianos em Gaza

A embaixada de Israel em Haia acusou um canal de televisão holandês de ser antissemita por ter emitido um vídeo a gozar com a canção vencedora da Eurovisão que incluía críticas à política israelita na Faixa de Gaza. A estação admitiu ter recebido uma queixa formal e recordou que a música se sagrou vencedora num momento que "coincidiu com o aumento da tensão na Faixa de Gaza durante os protestos pela transferência da Embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém".

Durante as manifestações morreram mais de 60 pessoas e o canal de televisão, o BNN-Vara, sublinhou que "a paródia questiona a política de Israel" e que "não é um ataque contra a comunidade judaica".

De acordo com o jornal El Mundo, o canal estatal holandês disse mais tarde, através de um comunicado, que o vídeo humorístico se inspirou na canção 'Toy' da cantora israelita Netta Barzilai, e que pretendia "fomentar a discussão usando a sátira" sobre o ataque do Exército israelita contra manifestantes palestinianos em Gaza.

O vídeo que brinca com a canção é uma paródia interpretada por Martine Sandifort e mistura imagens dos protestos em Gaza com a famosa "dança da galinha" de 'Toy'.

A letra da música, que foi alterada, diz, por exemplo: "Olhe para mim, eu sou um grande país. Líderes mundiais comem da minha mão. Apago todos os fogos com um beijo. Vamos fazer uma festa. Queres vir? Será na mesquita de Al Aqsa, que entretanto também vai ficar vazia. Desde Haifa ao Mar Morto, há fogos artificiais e kosher".

O Centro de Informação e Documentação de Israel, localizado em Amesterdão e que representa os interesses da comunidade judaica na Holanda, considerou a paródia "insubstancial e sem fundamento ".

Os meios de comunicação israelitas também não gostaram da brincadeira que descreveram como um "ataque mordaz" (jornal Haaretz) contra Israel, acusando o vídeo de humor de estar repleto de "clichês antissemitas sobre judeus e dinheiro "[jornal 'The Times of Israel'].

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG