Campanha de Trump gastou 55 mil dólares em cópias do livro do candidato

Mais de 3500 cópias adquiridas, o que pode configurar uma ilegalidade

A campanha de Donald Trump gastou 55 mil dólares (quase 49 mil euros) em cópias do livro do candidato, adquiridas numa livraria, o que pode configurar uma ilegalidade, uma vez que fundos vindos de donativos não podem ser utilizados para benefício do próprio. Além disso, a estratégia poderá ter contribuído para uma subida inflacionada das vendas.

De acordo com o The Daily Beast, a campanha do candidato republicano à Casa Branca gastou, a 10 de maio, 55 mil dólares na Barnes & Nobles, o que equivale a mais de 3500 cópias do livro na versão em capa dura, intitulado Crippled America: How to Make America Great Again ou a cerca de cinco mil na versão de bolso, que levou o título Great Again: How to Fix Our Crippled America.

Um porta-voz da campanha de Donald Trump esclareceu o site que esses livros foram comprados para serem doados na convenção republicana, na qual os participantes também receberam outros presentes, como bonés, canecas e t-shirts.

Donald Trump não poderá receber os royalties respeitantes a esta venda ou incorre numa ilegalidade, esclareceu um elemento do Centro Legal de Campanha, um órgão que tem por objetivo representar os interesses do público e proteger a democracia nas questões que envolvem a vida política.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG