May encontra-se esta tarde com Corbyn e fala ao telefone com Tusk

Primeira-ministra britânica foi mandatada pelo parlamento britânico a renegociar o acordo de saída da União Europeia, mas Bruxelas repete que este está fechado. Líder da oposição quer um Brexit sem acordo fora da mesa.

Depois de esta terça-feira os deputados britânicos terem mandatado a primeira-ministra a renegociar o acordo de saída da União Europeia com Bruxelas, Theresa May prepara-se hoje para uma reunião com o líder da oposição, Jeremy Corbyn. Além disso, irá falar ao telefone com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, às 17.45.

O líder do Partido Trabalhista, que até agora tinha recusado falar com May, disse após o voto de terça-feira que estava agora preparado para se encontrar com ela. O encontro deverá ocorrer depois da tradicional sessão de perguntas à primeira-ministra no Parlamento, esta quarta-feira. Uma fonte da Reuters diz que a reunião será às 15.00.

Segundo uma fonte do partido, Corbyn vai dizer a May que a hipótese de um Brexit sem acordo deve ser afastada que ela deve apoiar o "plano alternativo" do Labour.

Na terça-feira, os deputados votaram para pedir que May renegoceie com Bruxelas a questão do backstop, o mecanismo de salvaguarda que pretende evitar uma fronteira física entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norta após o fim do período de transição do Brexit, caso não haja um acordo sobre a futura relação entre os dois blocos.

Mas Bruxelas não se mostra disponível para reabrir as negociações sobre o acordo de saída. A União Europeia precisa que o Reino Unido clarifique quais são os seus próximos passos em relação ao Brexit", disse o vice-president da Comissão Europeia, Frans Timmermans, "Instamos o governo do Reino Unido a esclarecer as suas intenções com relação aos próximos passos o mais rapidamente possível", afirmou numa conferência de imprensa.

A primeira-ministra tem marcado um telefonema esta tarde com Tusk, para lhe explicar a sua posição.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG