Brasil quer reduzir emissões de gases com efeito estufa em 37% até 2025

Plano foi divulgado pela Presidente brasileira, Dilma Rousseff, que irá intervir na cimeira do clima no dia da abertura oficial

O Brasil pretende reduzir em 37% até 2025 as suas emissões de gases com efeito de estufa (GEE), plano que deverá ser apresentado na conferência da ONU sobre alterações climáticas (COP21), que começa na segunda-feira em Paris.

O plano, que inclui também a redução de emissões de GEE em 43% até 2030, foi divulgado pela Presidente brasileira, Dilma Rousseff, que irá intervir na cimeira do clima no dia da abertura oficial.

O Brasil estará representado na COP21 também pelos ministros das Relações Exteriores, Mauro Vieira, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

Além das reduções nas emissões de GEE, o Brasil anunciou que pretende tornar obter de fontes alternativas, como eólica e solar, 20% das suas necessidades energéticas proveniente de fontes alternativas e reflorestar uma área de 12 milhões de hectares até 2030.

O diretor do Departamento de Meio Ambiente e Temas Especiais do Ministério das Relações Exteriores, Raphael Azeredo, afirmou que a meta do país é "ambiciosa" e que espera que a COP21 seja um marco e inaugure "uma nova fase" em que todos os países contribuam para a redução das emissões.

A COP21, que decorrerá entre 30 de novembro e 11 de dezembro, vai reunir em Paris pelo menos 147 chefes de Estado e de Governo, entre os representantes de 195 países, que tentarão alcançar um acordo vinculativo sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa que permita limitar o aquecimento da temperatura média global da atmosfera a dois graus centígrados acima dos valores registados antes da revolução industrial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG