Boris forma "gabinete de guerra" para um Brexit em 100 dias

Candidato à liderança do Partido Conservador quer que Reino Unido saia da União Europeia até ao dia 31 de outubro, com ou sem um acordo

Boris Johnson formou um "gabinete de guerra" para levar avante a saída do Reino Unido da UE nos seus primeiros 100 dias como primeiro-ministro britânico, avançou o jornal Telegraph, no qual o ex-ministro é colunista habitual.

Fonte citada pelo jornal refere que a equipa, que vai "partir pedra",está a ser desenvolvida por Sir Eddie Lister, que também está a liderar a equipa de transição de Theresa May, que vai sair deixar, a 24 de julho, o cargo de primeira-ministra.

Um porta-voz de Boris, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de May, declarou: "Boris e a sua equipa estão totalmente centrados na tarefa que têm entre mãos e que é vender a sua visão de que o Brexit acontecerá até 31 de outubro com ou sem acordo".

Primeiro, Boris terá que vencer Jeremy Hunt, o atual ministro dos Negócios Estrangeiros de May, na batalha pela liderança dos Conservadores. O resultado da votação dos militantes, que estão a votar por correio, deverá ser conhecido a 22 de julho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG