"Problema técnico" leva avião onde seguia Melania Trump a aterrar

Apenas 10 minutos depois de o avião ter descolado, os repórteres que estavam no aparelho a acompanhar Melania Trump viram uma nuvem de fumo na cabine. O avião foi obrigado a voltar para trás e a aterrar na base aérea Andrews, em Maryland

O avião onde seguia Melania Trump teve de voltar para trás e aterrar na base aérea Andrews, em Maryland, onde tinha descolado 10 minutos antes com destino a Filadélfia. Os repórteres que acompanhavam esta terça-feira a primeira-dama dos EUA relataram que viram uma nuvem de fumo na cabine e sentiram cheiro a queimado.

A aterragem correu bem e "estão todos seguros", informou a Stephanie Grisham, porta-voz de Melania Trump, à CNN, referindo que o incidente se deveu a "um pequeno problema mecânico".

Mark Knoller, correspondente da CBS na Casa Branca, era um dos jornalistas que estava no avião, um Boeing C-32A, e relatou o caso na rede social twitter.

Melania Trump seguia viagem até Filadélfia, onde iria participar num evento na Thomas Jefferson University Hospital. De acordo com Stephanie Grisham, a viagem mantém-se para estar quarta-feira, mas num avião diferente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG