Avião com mais de 500 pessoas a bordo teve falha no motor sobre o Atlântico

Um dos passageiros divulgou fotografias dos danos nas redes sociais e afirma que chegou a pensar que o avião ia cair

Um avião, com 496 passageiros e 24 tripulantes, que fazia a viagem entre Paris (França), e Los Angeles (EUA), foi obrigado a aterrar no Canadá depois de um dos quatro motores ter falhado.

"A Air France confirma que os tripulantes do voo AF 066, de Paris para Los Angeles, decidiram direcionar o avião para o aeroporto de Goose Bay, no Canadá, depois de danos sérios num dos quatro motores", afirmou a companhia aérea em comunicado, de acordo com a Reuters.

Do incidente não resultaram quaisquer feridos, mas os passageiros foram obrigados a permanecer dentro do avião durante várias horas depois da aterragem, de acordo com a BBC.

David Rehmar, um antigo mecânico de aviões, estava no voo e partilhou várias fotografias nas redes sociais. À BBC, afirmou que se ouviu um grande estrondo, que causou pânico entre os passageiros.

"Ouviu-se um 'boom', e depois a vibração fez-me pensar que o motor tinha falhado. Achei [por momentos] que íamos cair", afirmou Rehmar.

A BBC acrescenta que as preocupações de David Rehmar sobre a possibilidade de danos na asa desapareceram quando o avião ficou estabilizado em cerca de meio minuto. Os pilotos desligaram o motor afetado rapidamente.

Os passageiros tiveram que ficar dentro do avião várias horas, visto que o aeroporto onde foi realizada a aterragem não tem equipamento para lidar com a aeronave em questão: um Airbus A380.

A mesma testemunha acrescentou que foram servidas refeições e o capitão falou com os passageiros. Dois outros aviões acabaram por levar os passageiros para Los Angeles.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG