Retiradas 800 mil pessoas antes da chegada do ciclone Fani à Índia

As autoridades da Índia oriental retiraram cerca de 800 mil pessoas que vivem perto da área onde é esperado na sexta-feira o ciclone Fani, classificado como "extremamente grave", segundo os serviços de emergência.

"Esperamos terminar hoje a importante tarefa de retirada de cerca de 800 000 pessoas que vivem perto da área que será atingida pelo ciclone", disse Bishnupada Sethi, do serviço de emergência do estado costeiro de Odisha, no leste do país.

A mesma fonte adiantou que as autoridades enviaram equipas de resposta rápida das forças de resgate, bem como alertas meteorológicos aos moradores e pescadores da região.

O Departamento Meteorológico da Índia indicou hoje em comunicado que "é muito provável" que o Fani chegue a terra na sexta-feira perto da cidade de Puri em Odisha, com rajadas de vento que podem chegar aos 200 quilómetros por hora.

Ao início da manhã de hoje, o ciclone estava a 450 quilómetros a sudoeste de Puri.

De acordo com o departamento, o ciclone também afetará os estados da Baía de Bengala, como Andhra Pradesh e Bengala.

Em outubro do ano passado, a passagem do ciclone Titli provocou a morte a 60 pessoas no estado de Odisha.

Bishnupada Sethi disse que este ciclone é "mais forte" do que o Titli.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG