Desfile contra lei que criminaliza atos homossexuais

Centenas de ativistas dos direitos de homossexuais participaram hoje numa marcha em Nova Deli para recordar a discriminação que a comunidade LGBT é vítima na Índia e para exigir a revogação da lei que criminaliza atos homossexuais.

Caminhando ao som de tambores, alguns participantes nesta parada anual gay admitiram que muito tem mudado a nível da aceitação de casais do mesmo sexo, mas outros notaram que o governo indiano de direita, liderado por Narendra Modi, é contra os direitos da comunidade de lésbicas, homossexuais, bissexuais e transgénero (LGBT).

Em 2009, o Supremo Tribunal de Nova Deli declarou inconstitucional a secção do Código Penal que criminaliza atos homossexuais, mas uma nova leitura foi feita quatro anos depois, com o mesmo tribunal a defender que deveria haver uma decisão sobre a matéria a nível político e não judicial.

A lei prevê que atos homossexuais sejam punidos com penas de prisão até 10 anos

Na última década, os homossexuais têm conquistado algum grau de aceitação na Índia, principalmente nas grandes cidades, com alguns bares a organizarem noites gay e filmes de Bollywood a abordarem o tema.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG