Ataque com drone dos EUA no Afeganistão fez 21 mortos

Mísseis terão atingido as instalações utilizadas por Mullah Fazlullah, o líder dos talibãs paquistaneses

Pelo menos 21 pessoas morreram no Afeganistão na sequência de disparos de um aparelho não tripulado (drone) dos Estados Unidos, disseram à Associated Press fontes dos serviços secretos paquistaneses.

De acordo com os serviços de inteligência do Paquistão o disparo de dois mísseis a partir de um aparelho não tripulado (drone) dos Estados Unidos ocorreu na quarta-feira, tendo atingido as instalações utilizadas por Mullah Fazlullah, o líder dos talibãs paquistaneses.

As informações do Paquistão indicam que Fazlullah se encontra escondido na província de Kunar, no Afeganistão, próximo da fronteira paquistanesa.

As mesmas fontes referem que o ataque norte-americano não atingiu o líder talibã mas provocou a morte do filho.

Três comandantes das forças talibãs que atuam na zona morreram no mesmo ataque.

As fontes dos serviços secretos paquistaneses falaram à AP sob anonimato porque não estão autorizados a prestarem declarações.

Os Estados Unidos ainda não se pronunciaram sobre o alegado ataque no sul do Afeganistão.

Exclusivos