Após anos de namoro, Trump rompe com a Fox News. Vem aí a Trump TV?

Presidente norte-americano tem atacado a estação conservadora no Twitter e há quem especule que o seu futuro passa, depois pela Casa Branca, pelo regresso à televisão.

Além das denúncias de alegada fraude eleitoral nas presidenciais que deram a vitória a Joe Biden, Donald Trump tem por estes dias outro tema favorito no Twitter: atacar a estação de televisão conservadora Fox News, que ao longo dos anos tinha elogiado e seguido quase religiosamente. E há já quem especule que estará a preparar, quando sair da Casa Branca, para voltar à televisão.

"As audiências da FoxNews de dia colapsaram completamente. Ao fim de semana ainda são piores. Muito triste ver isto acontecer, mas eles esqueceram-se do que os tornou bem sucedidos, do que os colocou lá. Esqueceram-se da galinha dos ovos de ouro. A maior diferença entre as eleições de 2016 e as de 2020 foi a Fox News", escreveu o presidente no Twitter.

Antes, tinha partilhado uma série de mensagens de pessoas que criticavam a Fox News e diziam estar a mudar para canais como a Newsmax, ainda mais conservadora e que ainda nem sequer reconhece Biden como presidente-eleito, ou a OAN (One America News Network), que se autointiula como uma das maiores apoiantes do presidente.

De acordo com fontes citadas pelo jornal digital Axios, Trump quer "destruir a Fox" -- a primeira estação que declatou Biden vencedor no estado do Arizona, ainda antes da AP --, e lançar um projeto de comunicação televisiva digital, isto é, transmitida pela Internet. Segundo a mesma fonte, a ideia de ter um canal de cabo seria mais caro.

"Ele quer destruir a Fox. Não tenho dúvidas disso", disse uma fonte próxima do presidente, citada pelo Axios.

Há várias semanas que Trump, que era presença ativa na estação de televisão conservadora do magnata Rupert Murdoch, anda a criticar a Fox News, dizendo que andava cada vez mais a entrevistar democratas. A tendência crescente de rejeitar as suas alegações de "fraude eleitoral", por as considerar falsas, irritou ainda mais Trump.

Antes de chegar à Casa Branca, Trump fez carreira como produtor e apresentador do reality show "The Apprentice", de 2004 a 2015, além de ter sido dono da marca de concursos de beleza Miss Universo de 1996 a 2015.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG