Alguém anda a matar cavalos a tiro. Já foram encontrados 20 abatidos

Um grupo de defesa dos animais oferece uma recompensa de 18 mil euros a quem der informações que permitam identificar os autores da matança que ocorre no estado norte-americano de Kentucky.

Alguém anda a levar demasiado à letra o título do romance Os Cavalos Também se Abatem, de Horace McCoy, que deu origem ao filme de 1969, com Jane Fonda. No estado norte-americano do Kentucky foram encontrados mortos a tiro 20 cavalos e as autoridades procuram agora os responsáveis, O grupo de salvamento de animais Dumas Rescue oferece mesmo uma recompensa de 20 mil dólares (18 mil euros) a quem fornecer informações que levem à identificação dos autores da matança.

Desde o dia 16 de dezembro que já foram encontrados 20 animais, incluindo éguas grávidas e potros com pouco tempo de vida. Os últimos corpos de cavalos foram descobertos no passado domingo, dia 22. As vítimas fazem parte de um grupo de cavalos que vive de forma selvagem numa vasta área do leste do Kentucky. Foram todos abatidos com uma arma de baixo calibre. "Um ato desumano e cruel" que criou "um autêntico campo de batalha", é como a polícia do Kentucky se refere às mortes.

Os cavalos vivem numa vasta área, onde existem várias minas, o que tem dificultados as buscas do Dumas Rescue por sobreviventes. Os corpos têm sido encontrados em vários locais do condado de Floyd. O xerife local, John Hunt, diz que "é um ato muito cruel de alguém que aparentemente não tem mais nada para fazer". O autor deve enfrentar acusações de crueldade contra animais.

Segundo o grupo Dumas Rescue, os cavalos parecem ter sido caçados, isto é alguém andou no terreno a persegui-los e a abatê-los. Os voluntários deste grupo procuram agora colocar os restantes cavalos a salvo mas tem sido difícil já que a área é muito vasta e os sobreviventes da matança estarão perturbados e receosos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG