Acidente com 20 mortos em Nova Iorque foi o mais grave em quase uma década

Acidente envolveu uma limusine que levava 18 passageiros, incluindo quatro irmãs e amigos, para uma festa de aniversário

O acidente com uma limusine que matou 20 pessoas no domingo a norte da cidade de Nova Iorque foi o pior acidente de viação dos Estados Unidos em quase uma década, segundo as autoridades.

"É o pior acidente de transporte desde fevereiro de 2009", declarou o presidente da comissão de segurança nos transportes norte-americana ao jornal The New York Times.

De acordo com as autoridades, a limusine levava 18 passageiros, incluindo quatro irmãs e amigos, para a festa do 30.º aniversário da mais nova.

O veículo, que circulava numa estrada a 270 quilómetros a norte de Nova Iorque, não parou num sinal de stop, atropelou mortalmente duas pessoas e chocou com um veículo que se encontrava estacionado em frente a uma loja, na localidade de Schoherie, a cerca de 270 quilómetros a norte de Nova Iorque, causando a morte de todos os ocupantes.

A gerente de uma loja perto do local do acidente, Jessica Kirby, disse ao jornal que a zona regista um número elevado de acidentes de viação.

O acidente, que está a ser investigado pelo Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, na sigla em inglês), foi o mais mortífero acidente de transporte desde fevereiro de 2009, quando um voo da Colgan Air se despenhou perto de Buffalo, Nova Iorque, matando 50 pessoas, disse o presidende do conselho, Robert Sumwalt.

Será ainda o mais mortífero acidente de viação desde que um autocarro que retirava utentes de um lar de idosos em fuga do Furacão Rita se incendiou no Texas em 2005, matando 23.

São raros os acidentes de limusine. De acordo com os dados da Administração Nacional de Segurança Rodoviária (NHTSA) dos EUA, em 2016, houve apenas um acidente fatal envolvendo uma limusine num total de 34.439 desastres mortais de viação.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG