25.500 dólares por informações que evitem atos terroristas

Recompensa visa prevenir ou neutralizar ações que possam afetar a população civil, organismos de segurança e as infraestruturas energéticas e petrolíferas

O exército colombiano ofereceu hoje uma recompensa de cerca 25.500 dólares (22.649 euros) por informações que permitam prevenir atos terroristas no país, onde a guerrilha iniciou uma trégua de 72 horas.

De acordo com um comunicado do exército, a recompensa visa prevenir ou neutralizar ações que possam afetar a população civil, organismos de segurança e as infraestruturas energéticas, petrolíferas ou viárias do país.

Horas antes de iniciar o anunciado armistício de 72 horas, a guerrilha colombiana do Exército de Libertação Nacional (ELN) dinamitou uma torre de energia e deixou sem eletricidade três municípios do norte da Colômbia.

Durante as tréguas, a guerrilha costuma restringir a passagem de veículos pelas estradas e a deslocação de pessoas, ameaçando com ataques a quem transite por vias de determinadas regiões.

O ELN, que mantém negociações exploratórias com o Governo colombiano com o objetivo de realizar negociações de paz, disse que esta ação tem como objetivo assinalar o 50.º aniversário da morte do padre guerrilheiro Camilo Torres, uma referência para o grupo armado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG