GP Itália F1: Como a Ferrari perdeu mais uma corrida

Claramente, a Ferrari perdeu a vitória em Monza por culpa sua face a uma Mercedes resiliente e um Lewis Hamilton que não desperdiça qualquer migalha que lhe seja dada. Mattia Binotto não merecia que um alemão que treme sob pressão esteja a jogar pela janela um título que o melhor carro do plantel merecia reclamar. Muito se poderá dizer sobre o que se passou em Monza no passado domingo e não me deixo toldar pelos comentários nada independentes que soltam loas à Hamilton e cães a Vettel. Porém, o alemão cometeu um erro de palmatória e a Ferrari foi "comida" […]

Para saber mais clique aqui: www.motor24.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.