Youtube e canto lírico na final de The Voice Portugal

Deolinda Kinzimba, Pedro Gonçalves, Patrícia Teixeira e Sérgio Sousa são os finalistas do talent show musical. O vencedor assina um contrato discográfico com uma editora.

"Porque nós somos... The Voice!". 30 minutos antes do arranque da penúltima emissão do talent show da RTP1, é Bruno Vidal quem está encarregue de aquecer os ânimos das cerca de mil pessoas (entre fãs, familiares e amigos dos oito concorrentes) que enchem por completo o estúdio 1 da Valentim de Carvalho, em Paço de Arcos. Braços no ar, sincronizados sob as ordens do assistente de realização, gritos alternados das diferentes claques, que puxam pelos seus favoritos, criam um clima eletrizante, que vai aumentando de tom até à hora em que, já no cenário, Vasco Palmeirim e Catarina Furtado fazem as honras da casa, dando início à segunda semifinal que, acabará por apurar os quatro finalistas, candidatos a vencer a terceira edição de The Voice Portugal.

O prémio final - um contrato discográfico com a editora Universal - é o objetivo dos quatro candidatos apurados na noite de domingo: Sérgio Martins, de 36 anos, Patrícia Teixeira, de 21, Deolinda Kinzimba, de 20, e o benjamim do grupo, Pedro Gonçalves, de 21 anos.

"Chegar aqui é um sentimento inexplicável. Estou muito feliz. Estando na final, as hipóteses de ganhar aumentam mas vamos deixar o tempo dizer", afirmou Deolinda, concorrente do mentor Mickael Carreira que tem o vídeo mais visto no Youtube do programa, com mais de um milhão e 300 mil visualizações. Sérgio Sousa, o professor de música que mostrou no programa os seus dotes para o canto lírico, foi, pela segunda semana consecutiva, o favorito do público e também já tem o seu lugar garantido. "Dá-me uma responsabilidade maior a votação do público mas estou muito feliz com esse reconhecimento, estando a cantar um estilo musical pouco comum neste tipo de programas", explicou o concorrente de Marisa Liz.

Patrícia Teixeira, em apenas um ano, passou de vencida a possível vencedora. A concorrente, natural do Marco de Canavezes, participou na edição de 2014 do talent show mas não conseguiu convencer os jurados. Desta vez, está na final. "É impressionante. Muita coisa mudou e estar aqui, agora, tem um significado muito especial. Vou continuar a dar o meu melhor", prometeu. O mais novo do lote de finalistas, o youtuber Pedro Gonçalves, de Anselmo Ralph, tem um percurso semelhante ao de Patrícia mas com mais obstáculos pelo caminho.

Além de também ter sido rejeitado na edição anterior do programa, este ano, quando foi ouvido pelos mentores, todos já tinham as suas equipas preenchidas, o que obrigou à abertura de uma vaga extra para a equipa da vocalista dos Amor Electro. A meio do formato, foi resgatado por Anselmo Ralph. "Quando olho para trás vejo que muita coisa se passou até chegar aqui. Agora que vença o melhor, todos somos favoritos", sublinhou.

As audiências têm corrido de feição para o programa apresentado por Catarina Furtado e Vasco Palmeirim. Na sua terceira edição, The Voice Portugal registou, até ao momento, no conjunto das 13 emissões, uma audiência média de 1,1 milhões de telespectadores e 24,1% de share. Números mais expressivos do que a edição anterior (emitida em 2014), que registou uma audiência média de 914 mil telespectadores e 20,4% de share (a primeira edição, denominada A Voz de Portugal, foi emitida em 2011, quando as audiências eram medidas pela Marktest). O concurso, uma adaptação do original The Voice of Holland, criado em 2010 por Jon de Mol (fundador da Endemol e "pai" do reality show Big Brother) é também uma competição para os mentores: nesta terceira edição, Aurea juntou-se aos veteranos Anselmo Ralph, Mickael Carreira e Marisa Liz, vocalista da banda Amor Electro. Foram eles que, ao longo de quatro meses, tiveram a tarefa de escolher entre milhares de candidatos a cantores.

Dos vencidos reza também a história. E houve quem jurasse a pés juntos que, em setembro, voltará a tentar a sua sorte no The Voice. "Quero voltar a concorrer ao programa, porque gosto muito deste formato", revelou Guilherme Azevedo, ex- concorrente de Mickael Carreira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG