"Top Gear" perde um terço dos fãs. Chris Evans desvaloriza

O renovado formato automobilístico desceu de 4,3 para 2,8 milhões de espectadores do primeiro para o segundo episódio

Já lá vão os tempos em que Top Gear ultrapassava os seis milhões de espectadores por episódio. A nova temporada estreou-se na BBC2 na semana passada - já sem Jeremy Clarkson - perante apenas 4,3 milhões de fãs e, este domingo, sofreu um deslize ainda mais acentuado: conseguiu apenas 2,8 milhões de seguidores, perdendo um terço da sua audiência inicial.

Apesar de as críticas dos internautas e da imprensa britânica, o novo cabeça de cartaz do programa, Chris Evans, já veio desvalorizar publicamente os resultados. "As audiências acumuladas do Top Gear nunca foram menos relevantes do que agora. Obviamente, alguns jornais preferem viver no passado", denunciou o radialista na sua página do Twitter.

Dias antes da segunda emissão, e confrontado uma vez mais com as escassas audiências do primeiro episódio - que o tornaram no arranque de temporada menos visto em quase uma década e valeram ao programa o rótulo de Flop Gear - Evans mostrou-se igualmente descontraído. "A forma como o Top Gear está a ser visto está a reposicionar o consumo televisivo. Na semana passada, nove milhões de espectadores. Esta semana, vamos ver" escreveu. Os nove milhões a que Evans se refere, explica o The Guardian, têm em conta as pessoas que viram o episódio através do site da BBC - BBC iPlayer - e aquelas que assistiram às repetições.

O renovado formato conta ainda com o ator Matt LeBlanc, a piloto alemã Sabine Schmitz, o ex-empresário de Fórmula 1 Eddie Jordan e os jornalistas Chris Harris e Rory Reid como anfitriões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG