Quintas-feiras mais "sexuais" no '5 Para a Meia-Noite'

A sexóloga Marta Crawford estreia-se esta noite no 'talk show' da RTP1, pelas 23.55

Marta Crawford foi a escolha da direção de programas da estação pública para substituir Pedro Fernandes - que transitou para o concurso do mesmo canal, The Big Picture, após seis anos e meio na condução do talk show - nas noites de quinta-feira do 5 Para A Meia-Noite. A sua estreia no formato acontece esta noite e terá como convidados Virgílio Castelo, ator e consultor de ficção da RTP1, que integra a série Terapia, e também a presidente da associação Ilga Portugal, Isabel Advirta.

Em declarações ao DN, a sexóloga explica o que se pode esperar dos seus programas. "O registo vai ser o do 5 Para A Meia-Noite, continua a ser um formato de entrevistas. Não se pense que vai ser um programa como aqueles que já tive em televisão como o AB... Sexo, ou o 100 Tabus. A maior parte dos meus convidados terá sempre qualquer coisa a ver com a sexualidade. Poderão diretamente ou indiretamente abordar temáticas que tenham a ver, com relações, a terapia, o amor, no fundo questões queridas para mim", explicou.

Confessa que foi com alguma surpresa que recebeu o convite, por parte da direção de programas da RTP1, pois nunca tinha imaginado fazê-lo. "O convite surgiu de uma vontade de tornar as quintas-feiras mais sexuais e pela necessidade de ter mais uma mulher a compor o quinteto, para ficar um elenco mais igualitário. Claro que fiquei surpresa com o desafio que me foi proposta pois todos nós temos na cabeça que este é um programa de humoristas e as pessoas não me reconhecem como tal. Sou sexóloga, não apresentadora ou humorista. Se fosse para falar de algo que não tivesse nada a ver comigo como, por exemplo, mecânica de automóveis obviamente não podia aceitar. Neste caso, como vai ser abordado um tema em que me sinto confortável, acabei por aceitar", sublinhou.

A 12ª temporada do 5 Para a Meia-Noite começou esta segunda-feira e está previsto que se prolongue até ao verão. Marta Crawford confessa que não teve ainda a oportunidade de falar com o seu antecessor, Pedro Fernandes, mas que espera vir a "recebê-lo como convidado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG