Já se sabe qual foi o filme da Disney roubado por piratas

A empresa garante que não vai pagar aos piratas informáticos que ameaçaram difundir partes do filme

O administrador-delegado da Disney, Bob Iger, revelou que piratas informáticos roubaram um filme inédito do estúdio e exigem um resgate para o não divulgarem na Internet. Segundo o site Deadline, o filme em causa é novo da saga Piratas das Caraíbas, protagonizado por Johnny Depp.

Na segunda-feira à noite, Iger tinha afirmado que a empresa não iria pagar aos 'hackers' (piratas informáticos), que ameaçaram difundir partes do filme, se não receberem resgate, que exigiram em bitcoin.

A Disney está a colaborar com o FBI para evitar que o filme seja revelado, aos bocados. A película tem estreia marcada para 26 de maio.

Este caso de pirataria acrescenta-se ao sofrido pela Netflix há umas semanas, com a sua série "Orange Is The New Black" (Laranja É o Novo Negro), cuja quinta temporada, que vai estrear em junho, foi revelada na internet por um pirata que exigia um pagamento para não revelar os novos episódios.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.