Hugo Chávez morreu há cinco anos. Conta no Twitter foi reativada

A reativação da conta tem lugar dois dias depois de a Assembleia Constituinte aprovar um decreto a convocar a realização de eleições presidenciais antecipadas

A conta oficial no Twitter do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, que morreu em 2013, foi hoje reativada, a pouco mais de um mês de completar-se o quinto aniversário da sua morte.

A conta foi reativada com a publicação de uma mensagem com uma foto de Hugo Chávez com uma criança nos braços, acompanhada de uma mensagem que o próprio tinha partilhado durante a quarta edição do programa radiofónico e televisivo "Aló Presidente", em 20 de junho de 1999.

"Por cima de todas as dores, nós os pais, temos pela frente a tarefa de salvar a pátria para deixá-la aos nossos filhos. Esse é o apelo desse momento histórico que estamos a passar", lê-se na conta que tem 4,21 milhões de seguidores.

Entretanto a filha de Hugo Chávez, Maria Gabriela Chávez, colocou também uma mensagem no Twitter anunciando que a conta tinha sido reativada.

"Reativámos a conta @chanvezcandanga e será administrada por uma equipa da Fundação Comandante Eterno Hugo Chávez", escreveu.

A reativação da conta tem lugar dois dias depois de a Assembleia Constituinte, composta unicamente por apoiantes do Presidente Nicolás Maduro, aprovar um decreto a convocar a realização de eleições presidenciais antecipadas, até ao próximo dia 30 de abril.

Nas eleições, que fontes não oficiais insistem poderá ocorrer ainda em março, Nicolás Maduro, sucessor de Hugo Chávez será candidato à reeleição.

A 8 de dezembro de 2012, durante a sua última alocução ao país, antes de viajar a Cuba para tratar um cancro, o falecido presidente Hugo Chávez, chamou os revolucionários a eleger Nicolás Maduro como seu sucessor.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.