Sílvia Alberto estreia esta terça-feira 'Treze' na RTP1

A primeira emissão do novo talk show da estação pública vai ser dedicada aos "heróis nacionais" e conta com a participação de António Pedro Vasconcelos, Catarina Molder, Rui Ramos e David Ferreira

Sílvia Alberto regressa esta terça-feira ao horário nobre da RTP1, pelas 21.00, com um novo talk show. Treze é o formato semanal, moderado pela apresentadora e com os comentários fixos de António Pedro Vasconcelos e Catarina Molder.

Para a primeira emissão, o tema será os "heróis nacionais" e conta com a participação especial dos historiadores Rui Ramos e David Ferreira. "Quem é o maior herói português?" será a pergunta principal desta noite.

Ao longo das próximas semanas, o painel de comentadores vai avaliar, em forma de ranking, 13 elementos de uma lista, cujo tema vai do entretenimento, à cultura geral, às artes ou à História.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Globalização e ética global

1. Muitas das graves convulsões sociais em curso têm na sua base a globalização, que arrasta consigo inevitavelmente questões gigantescas e desperta paixões que nem sempre permitem um debate sereno e racional. Hans Küng, o famoso teólogo dito heterodoxo, mas que Francisco recuperou, deu um contributo para esse debate, que assenta em quatro teses. Segundo ele, a globalização é inevitável, ambivalente (com ganhadores e perdedores), e não calculável (pode levar ao milagre económico ou ao descalabro), mas também - e isto é o mais importante - dirigível. Isto significa que a globalização económica exige uma globalização no domínio ético. Impõe-se um consenso ético mínimo quanto a valores, atitudes e critérios, um ethos mundial para uma sociedade e uma economia mundiais. É o próprio mercado global que exige um ethos global, também para salvaguardar as diferentes tradições culturais da lógica global e avassaladora de uma espécie de "metafísica do mercado" e de uma sociedade de mercado total.