Quantos duetos cabem numa boleia de 15 minutos com Adele?

Veja o vídeo em que James Corden dá boleia "à amiga Adele", e os dois cantam tudo, de "Hello" às Spice Girls passando por Nicki Minaj

James Corden vive nos Estados Unidos e apresenta o popular talk show The Late Show, mas é de nacionalidade britânica, o que tem as suas vantagens.

Num episódio recente do The Late Show, Corden "deu boleia" a Adele pelas ruas de Londres, e os dois cantaram juntos grandes êxitos da pop, desde as canções da própria Adele até às Spice Girls. Adele, descrita por Corden como "a sua amiga", chega mesmo a interpretar um rap de Nicki Minaj.

Não é a primeira vez que Corden canta com músicos famosos a quem "dá boleia" - é um segmento recorrente no The Late Show, que já pôs o apresentar a fazer de motorista a Justin Bieber, Taylor Swift, One Direction e mesmo Stevie Wonder.

Os dotes musicais de James Corden já lhe valeram mesmo papéis cinematográficos. Em 2013, interpretou o papel de Paul Potts, um homem que sonhava ser cantor de ópera e acabaria a vencer o concurso Britain's Got Talent, no filme sobre a sua vida, One Chance.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Discretamente, sem ninguém ver

Enquanto nos Estados Unidos se discute se o candidato a juiz do Supremo Tribunal de Justiça americano tentou, ou não, há 36 anos abusar, ou mesmo violar, uma colega (quando tinham 17 e 15 anos), para além de tudo o que Kavanauhg pensa, pensou, já disse ou escreveu sobre o que quer que seja, em Portugal ninguém desconfia quem seja, o que pensa ou o que pretende fazer a senhora nomeada procuradora-geral da República, na noite de quinta-feira passada. Enquanto lá se esmiúça, por cá elogia-se (quem elogia) que o primeiro-ministro e o Presidente da República tenham muito discretamente combinado entre si e apanhado toda a gente de surpresa. Aliás, o apanhar toda a gente de surpresa deu, até, direito a que se recordasse como havia aqui genialidade tática. E os jornais que garantiram ter boas fontes a informar que ia ser outra coisa pedem desculpa mas não dizem se enganaram ou foram enganados. A diferença entre lá e cá é monumental.