Nomeações para os Emmys: sem A Guerra dos Tronos, domina Westworld

Veja aqui os nomeados para as principais categorias dos prémios de televisão

Foram revelados esta quinta-feira os nomeados para os Emmys 2017. Fora da corrida dos prémios de televisão dos Estados Unidos está a série A Guerra dos Tronos, a grande vencedora das últimas edições, porque a nova temporada irá estrear após o encerramento das inscrições para o prémio.

A saga criada com base na série de livros "A Song of Ice and Fire", de George R.R. Martin, está fora dos Emmy pela primeira vez em sete anos.

Nesta edição, a 69.ª, destaca-se a série Westworld, que conseguiu nomeações nas principais categorias: melhor série dramática, melhor ator em série dramática, melhor atriz em série dramática, melhor ator secundário em série dramática e melhor atriz secundária em série dramática.

A cerimónia dos Emmys realiza-se a 17 de setembro e será apresentada por Stephen Colbert. Veja aqui os nomeados:

Melhor Série Dramática

Better Call Saul

The Crown

The Handmaid"s Tale

House of Cards

Stranger Things

This Is Us

Westworld

Melhor Atriz em Série Dramática

Viola Davis, How To Get Away With Murder

Keri Russell, The Americans

Claire Foy, The Crown

Robin Wright, House of Cards

Elizabeth Moss, The Handmaid"s Tale

Evan Rachel Wood, Westworld

Melhor Ator em Série Dramática

Bob Odenkirk, Better Call Saul

Sterling K. Brown, This Is Us

Anthony Hopkins, Westworld

Matthew Rhys, The Americans

Liev Schreiber, Ray Donovan

Milo Ventimiglia, This Is Us

Kevin Spacey, House of Cards

Melhor Atriz Secundária em Série Dramática

Uzo Aduba, Orange Is The New Black

Millie Bobby Brown, Stranger Things

Ann Dowd, The Handmaid"s Tale

Samira Wiley, The Handmaid"s Tale

Chrissy Metz, This Is Us

Thandie Newton, Westworld

Melhor Ator Secundário em Série Dramática

Jonathan Banks, Better Call Saul

Mandy Patinkin, Homeland

Michael Kelly, House of Cards

David Harbour, Stranger Things

John Lithgow, The Crown

Ron Cephas Jones, This Is Us

Jeffrey Wright, Westworld

Melhor Série de Comédia

Atlanta

Black-ish

Master of None

Modern Family

Silicon Valley

Veep

Unbreakable Kimmy Schmidt

Melhor Atriz em Série de Comédia

Pamela Adlon, Better Things

Allison Janney, Mom

Ellie Kemper, Unbreakable Kimmy Schmidt

Julia Louis-Dreyfus, Veep

Tracee Ellis Ross, Black-ish

Lily Tomlin, Grace and Frankie

Jane Fonda, Grace and Frankie

Melhor Ator em Série de Comédia

Anthony Anderson, Black-ish

Aziz Ansari, Master of None

Donald Glover, Atlanta

William H. Macy, Shameless

Jeffrey Tambor, Transparent

Zach Galifianakis, Baskets

Melhor Atriz Secundária em Série de Comédia

Leslie Jones, Saturday Night Live

Kate McKinnon, Saturday Night Live

Vanessa Bayer, Saturday Night Live

Kathryn Hahn, Transparent

Judith Light, Transparent

Anna Chlumsky, Veep

Melhor Ator Secundário em Série de Comédia

Louie Anderson, Baskets

Ty Burrell, Modern Family

Alec Baldwin, Saturday Night Live

Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt

Tony Hale, Veep

Matt Walsh, Veep

Os nomeados foram anunciados esta quinta-feira pelos atores Anna Chlumsky, de Vepp, e Shemar Moore, de Mentes Criminosas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.