Já foi escolhido o jovem Sheldon para prequela de "A Teoria do Big Bang"

A escolha recaiu sobre Iain Armitage.

Com 10 temporadas exibidas - e mais duas já confirmadas -, A Teoria do Big Bang tem também a caminho uma prequela centrada em Sheldon Cooper. Depois de um intensivo processo de casting, o papel desta interpretada por Jim Parsons em jovem foi entregue a Iain Armitage, ator de oito anos que já participou em projetos como Lei e Ordem: Unidade Especial e Pequenas Grandes Mentiras.

O spin-off, intitulado "Sheldon", contará ainda com Zoe Perry (Scandal) na pele de mãe do protagonista. Atrás das câmaras, na cadeira de produtor executivo, estará o Sheldon original, Jim Parsons, que com esse papel já venceu um Globo de Ouro e quatro prémios Emmy.

A Variety apurou que esta nova aposta do canal CBS ainda não recebeu, oficialmente, uma encomenda para o primeiro episódio. Ainda assim, os responsáveis já preveem que a primeira temporada tenha 13 capítulos. Sabe-se ainda que Sheldon será escrita por Chuck Lorre e Steve Molaro - criador e produtor executivo de A Teoria do Big Bang, respetivamente.

Ao longo das dez temporadas da "sitcom" original, foram feitas várias referências à infância de Sheldon, jovem prodígio da área das ciências que cresceu no Texas, sob as asas de uma mãe muito religiosa. Essa é, para já, a premissa que se conhece da prequela.

Quanto à série original, sabe-se que estão a decorrer, neste momento, negociações salariais com as suas sete estrelas - Jim Parsons, Johnny Galecki, Kaley Cuoco, Simon Helberg, Kunal Nayyar, Melissa Rauch e Mayim Bialik. Estas duas últimas atrizes, segundo a Variety, têm sido o motivo de atraso do processo de renovação contratual, já que estão em busca de igualdade salarial em relação aos colegas. Também por esse motivo, os restantes atores deverão sofrer uma ligeira redução dos seus rendimentos.

Isto acontece porque, apesar de ser a comédia de maior audiência do horário nobre norte-americano, A Teoria do Big Bang envolve um investimento elevado, de cerca de 9,5 milhões de euros por cada episódio de 30 minutos.

Entretanto, o CBS já deu luz verde à 11.ª e 12.ª temporadas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.