Google homenageia Mário Miranda, cartoonista luso-indiano

Miranda nasceu em Goa em 1926, quando o país estava ainda sob domínio português

O cartoonista luso-indiano Mário Miranda é hoje homenageado pelo Google, que lhe dedica um 'Doodle' na página inicial do motor de busca, no dia em que o artista faria 90 anos.

Nascido a 2 de maio de 1926 em Loutolin, Goa, quando a Índia estava ainda sob domínio português, Mário Miranda era filho de pais católicos e começou cedo a desenhar nas paredes de casa: a mãe ofereceu-lhe um caderno em branco para que desse asas à imaginação.

Começou a carreira na área de publicidade, mas acabou por se destacar como cartoonista quando a revista The Illustrated Weekly of India publicou alguns dos seus trabalhos. As personagens que criou, nomeadamente Miss Nimbupani e Miss Fonseca, passaram a ser presença habitual em algumas das publicações mais conhecidas da Índia. Foi-lhe ainda atribuída uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian, que lhe permitiu viajar e viver em Portugal durante um ano. Mudou-se depois para Londres, onde permaneceu cinco anos. Regressou a Mumbai (antiga Bombaim), na Índia, onde trabalhou para o The Times of India e viria a casar com a artista Habiba Hydari. Teve dois filhos.

Foi em 1974, o ano da revolução portuguesa, que se tornou conhecido internacionalmente: a convite dos EUA, viajou para o país para promover as suas ilustrações, chegando a trabalhar com Charles M. Schulz, o criador das tiras de Peanuts.

Além de cartoonista, Miranda assinou ainda vários murais em inúmeros edifícios indianos, tendo mais tarde dedicado grande parte da sua atividade artística à pintura. Morreu a 11 de dezembro na cidade natal, Loutolin, tendo sido ao longo da vida distinguido com vários prémios: durante a Presidência de Cavaco Silva, foi condecorado com a Ordem do Infante do Henrique.

O Doodle que esta segunda-feira assinala o seu nascimento, há 90 anos, recupera as cenas cómicas de multidão que gostava de retratar nos seus primeiros desenhos. É da autoria do norte-americano Aaron Renier, conhecido por desenhar massas de pessoas, tal como Miranda.

Goa irá assinalar a ocasião com o lançamento de mais um livro que compila os trabalhos de Mário Miranda, desta vez referente ao período de 1949.

Ler mais

Exclusivos