Gawker declara falência e prepara-se para ser vendida

Na origem da decisão está a indemnização que a empresa foi condenada a pagar a Hulk Hogan

A Gawker, que foi condenada a pagar 140 milhões de dólares (124 milhões de euros) ao antigo lutador de wrestling Hulk Hogan por causa da publicação de um vídeo de sexo, declarou falência. A venda da empresa é o passe seguinte.

A decisão vai intensificar o debate público nos Estados Unidos sobre o papel de milionários nos processos judiciais. O investidor Peter Thiel, um dos primeiros a investir no Facebook e cofundador do PayPal, pagou o processo de Hogan contra a Gawker.

Hogan, cujo nome real é Terry Bollea, é listado como um maiores credores no processo de falência da Gawker.

A empresa Ziff Davis LLC já chegou a acordo para comprar a Gawker num leilão por um pouco menos de 88 milhões de euros, segundo fontes próximas do processo.

Na declaração de falência, a Gawker diz que os seus ativos estão avaliados entre 50 a 100 milhões de dólares, enquanto o passivo está estimado entre 100 e 500 milhões.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.