Facebook suspende 200 aplicações suspeitas de uso indevido de dados

O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a investigação a 21 de março

O Facebook suspendeu até agora cerca de 200 aplicações na primeira fase de uma auditoira às app que têm acesso a grandes quantidades de dados de utlizadores, uma reação ao escândalo da consultora política Cambridge Analytica.

As aplicações foram suspensas, enquanto decorre uma investigação sobre se de facto usaram quaisquer dados de forma ilegítima, disse Ime Archibong, vice-presidente de parcerias de produtos do Facebook.

O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a investigação a 21 de março e disse que a rede social investigará todos as aplicações que tiveram acesso a grandes quantidades de informação.

Ler mais

Exclusivos