Ex-porta-voz da Casa Branca aparece de surpresa nos Emmy

O ex-porta-voz da Casa Branca Sean Spicer apareceu hoje de surpresa na 69.ª edição dos prémios Emmy, durante o monólogo inicial da cerimónia realizado por Stephen Colbert.

Colbert preparou a entrada de Spicer ao afirmar que não fazia ideia do número de pessoas que estaria a ver a cerimónia dos prémios Emmy, que distinguem as produções televisivas norte-americanas. Foi então que Spicer surgiu em palco atrás de um pódio -- ao estilo da interpretação de Melissa McCarthy que 'veste' a personagem do ex-porta-voz de Trump no programa "Saturday Night Live".

"Esta será a maior audiência de sempre a ver os Emmys, ponto final, ao vivo e em todo o mundo", disse Spicer.

A frase remeteu para a enorme multidão que Spicer disse ter marcado presença no dia da tomada de posse de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos, a 20 de janeiro deste ano.

"Wow, isso, realmente acalma o meu ego frágil", disse Colbert.

Sean Spicer esteve no centro de várias polémicas e ganhou protagonismo logo na primeira conferência de imprensa da era Trump, um dia depois da tomada de posse.

Diante de uma plateia de jornalistas, Spicer acusou os 'media' de terem mentido, sobre a fraca adesão pública à cerimónia, e garantiu que esta teve a maior assistência de uma tomada de posse "de sempre".

Em sua defesa surgiu entretanto outra figura próxima do círculo de Trump, a conselheira e ex-gestora da campanha presidencial Kellyanne Conway, que afirmou então que Spicer não forneceu informações falsas, mas sim "factos alternativos".

Sean Spicer demitiu-se em 21 de julho, tendo disso substituído pelo financeiro nova-iorquino Anthony Scaramucci, de 53 anos, que esteve pouco mais de uma semana em funções, acabando por ser despedido em 31 de julho.

A atual porta-voz da Casa Branca é Sarah Sanders.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.