Cerca de um milhão de pessoas viram a primeira semifinal na RTP

O programa foi o mais visto desde 2012 e a estação pública ganhou a guerra de audiências com a SIC e a TVI na noite de terça-feira.

Cerca de um milhão de espetadores assistiu na terça-feira à noite, através da RTP1, à primeira semifinal da 63.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que decorre até sábado, em Lisboa, anunciou a estação de televisão pública portuguesa.

"A 1.ª semifinal do Festival Eurovisão da Canção, que este ano se realiza em Lisboa, contabilizou 22.6% de 'share' e 985 mil espectadores, sendo a melhor audiência de todas as semifinais desde 2012 (dados live ou live + vosdal)", refere a RTP num comunicado hoje divulgado.

No horário em que a primeira semifinal foi emitida, entre as 20:00 e as 22:15, "a RTP1 foi líder perante a SIC (18,1% e 785 mil espetadores) e a TVI (21.4% e 929 espectadores)".

No comunicado hoje divulgado, a RTP refere ainda que "também o 'site' [da RTP] dedicado ao Festival Eurovisão da Canção conquistou os melhores resultados desde o seu lançamento".

Na edição deste ano concorrem 43 países, competindo 26 na final, marcada para sábado na Altice Arena, no Parque das Nações.

Na terça-feira, durante a primeira semifinal, ficaram apuradas para a final as canções da Áustria, Estónia, Chipre, Lituânia, Israel, Republica Checa, Bulgária, Albânia, Finlândia e Irlanda, entre as 19 em competição.

A segunda semi-final acontece quinta-feira

Na quinta-feira, também na Altice Arena, competem 18 países, sendo selecionados para a final outros dez. Nesse dia estarão em competição: Noruega, Roménia, Sérvia, São Marino, Dinamarca, Rússia, Moldávia, Holanda, Austrália, Geórgia, Polónia, Malta, Hungria, Letónia, Suécia, Montenegro, Eslovénia e Ucrânia.

Portugal, que este ano concorre com o tema "O Jardim", interpretado por Cláudia Pascoal e composto por Isaura, tem entrada direta na final, por ser o país anfitrião.

Além de Portugal, têm também entrada direta, na final, Espanha, Reino Unido, França, Alemanha e Itália, o grupo dos chamados 'Big 5', os países que contribuem com mais verbas para a EBU, que organiza o concurso.

A final será transmitida nos 43 países que participam no concurso. Além disso, de acordo com a organização, "foram também vendidos direitos de transmissão para os Estados Unidos da América e a China". Tudo somando, a organização estima que a final tenha "um potencial de 200 milhões de telespectadores".

A 63.ª edição do Festival Eurovisão da Canção é realizado pela European Broadcasting Union (EBU, sigla em inglês) em parceria com a RTP, em Lisboa.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.