As confissões do primeiro português na Eurovisão

A vitória de Salvador Sobral em Kiev, no ano passado, veio colocar Portugal num novo patamar na história da Eurovisão. Em 1964, tudo foi diferente. António Calvário foi o primeiro cantor português a participar no certame internacional. Agora recorda o momento à N-TV e deseja boa sorte a Cláudia Pascoal. Nem a "Oração" lhe valeu. A canção que os portugueses adoraram no Festival da Canção, então chamado Grande Prémio TV da Canção Portuguesa, não rendeu frutos em Copenhaga, na Dinamarca. Nem frutos, nem votos.

Para saber mais clique aqui: www.n-tv.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.