'A Única Mulher' vitoriosa em noite de Prémios Áquila

A novela da TVI levou para casa quatro dos cinco prémios na categoria de televisão

A segunda edição dos Prémios Áquila realizou-se esta quarta-feira à noite, na Fundação Calouste Gulbenkian. Uma cerimónia que distinguiu as melhores produções nacionais de cinema e televisão, com base na votação online dos espectadores, perante uma plateia de luxo.

A grande vencedora da noite foi A Única Mulher, TVI, que para além de Melhor Telenovela, foi também galardoada com os prémios de Melhor Ator Secundário (Paulo Pires), Melhor Atriz Principal (Alexandra Lencastre) e Melhor Atriz Secundária (Mina Andala).

A sua concorrente da SIC, Coração d'Ouro, conquistou a estatueta de Melhor Ator Principal (João Reis) Já Poderosas, que liderava com oito nomeações, não viu nenhum dos seus representantes subir ao palco.

Na categoria de cinema, destaque para Os Gatos não têm Vertigens, que venceu quatro dos sete prémios para os quais estava nomeado: Melhor Longa-Metragem, Melhor Atriz Secundária (Fernanda Serrano), Melhor Realizador (António Pedro Vasconcelos) e Melhor Argumento (Tiago Santos). Ao êxito de bilheteiras O Pátio das Cantigas foram entregues as estatuetas de Melhor Ator Principal (Miguel Guilherme) e Melhor Ator Secundário (José Pedro Vasconcelos).

Os Prémios Áquila, organizados pela Fénix Associação Cinematográfica, entregaram ainda três prémios especiais: Prémio Condor, a João Jesus, pelo desempenho que teve no filme Os Gatos não têm Vertigens; Prémio Fénix, a João Perry; e Prémio Excelsior, ao projeto Shortcutz, que divulga curtas-metragens portuguesas.

Ler mais

Exclusivos