'A Guerra dos Tronos' na iminência de fazer história nos Emmys

Com 23 nomeações, o formato precisa de vencer mais três para destronar 'Frasier' para se tornar a série mais premiada de sempre

A dúvida que paira sobre a 68.ª edição dos Emmys, que se realiza esta noite em Los Angeles, é perceber se A Guerra dos Tronos vai confirmar o estatuto de favorita e voltar a arrecadar a maior parte dos troféus, como tem acontecido nos últimos quatro anos, ou se haverá aqui um ponto de viragem, leia-se a hegemonia, de uma outra série.

E mais. Com um total de 23 nomeações em diferentes categorias, a série de fantasia da HBO arrisca-se a fazer história e a tornar-se no formato televisivo mais premiado de todos os tempos, título que é detido pela sitcom Frasier, protagonizada por Kelsey Grammer, que possui um total de 37 Emmys. Para isso, basta conquistar dois para igualar e três para ultrapassar e destronar Frasier.

Realizada no Microsoft Theater, a 68.ª cerimónia dos Emmys vai ser apresentada por Jimmy Kimmel, que repete o papel de anfitrião pelo segundo ano consecutivo. O apresentador, que já tem no seu currículo três Emmys, volta a estar nomeado este ano com o programa Jimmy Kimmel Live, nomeado na categoria de Melhor Programa de Variedades.

Em Portugal não vai ser possível assistir à entrega daqueles que são também conhecidos como os Óscares da televisão, sendo apenas possível acompanhar a chegada dos convidados à passadeira vermelha, a partir das 23.00, no canal E!, emissão que está prevista terminar à 01.00.

E se no género drama a grande favorita é A Guerra dos Tronos, no que toca à comédia o formato que detém mais indicações é Veep, com um total de 17. Ao longo de cinco temporadas, a série protagonizada por Julia Louis Dreyfus (também ela nomeada na categoria Melhor Atriz de Comédia) conquistou dez Emmys e tem agora a oportunidade de juntar mais alguns ao currículo. Feitas as contas, a HBO lidera na corrida, com 94 nomeações (face às 126 do ano passado), o que encurtou a sua distância da principal força do streaming, a Netflix, que soma 54 indicações, mais 20 do que em 2015.

Apesar de serem os prémios com mais prestígio na indústria televisiva, há quem considere que estes há muito que deixaram de ser um bom barómetro. "Os Emmys são cada vez menos importantes para as estações comerciais", realçou Rudgier Boss, responsável pelas aquisições internacionais da alemã ProSiebenSat.1. Ao The Hollywood Reporter, Rudgier Boss afirmou que as séries nomeadas são "demasiado alternativas" para o público internacional, à exceção de uma: "A Guerra dos Tronos. É a melhor, tanto na escrita como nos efeitos visuais. Mas é a única. As outras não funcionam", considera.

Se a Academy of Television Arts & Sciences tiverem a mesma opinião, é provável que A Guerra dos Tronos volte a ser a grande vencedora da noite. Mas certezas só mesmo no final da cerimónia.

A lista completa de nomeados:

DRAMA

Série Dramática

The Americans
Better Call Saul
Downton Abbey
A Guerra dos Tronos
Segurança Nacional
House of Cards
Mr Robot

Ator Principal em Série Dramática

Kyle Chandler, Bloodline
Matthew Rhys, The Americans
Kevin Spacey, House of Cards
Rami Malek, Mr Robot
Bob Odenkirk, Better Call Saul
Liev Schrieber, Ray Donovan

Atriz Principal em Série Dramática

Claire Danes, Segurança Nacional
Viola Davis, Como Defender um Assassino
Taraji P Henson, Empire
Tatiana Maslany, Orphan Black
Keri Russell, The Americans
Robin Wright, House of Cards

Ator Secundário em Série Dramática

Jonathan Banks, Better Call Saul
Ben Mendelsohn, Bloodline
Peter Dinklage, A Guerra dos Tronos
Kit Harington, A Guerra dos Tronos
Michael Kelly, House of Cards
Jon Voight, Ray Donovan

Atriz Secundária em Série Dramática

Maggie Smith, Downton Abbey
Lena Headey, A Guerra dos Tronos
Emilia Clarke, A Guerra dos Tronos
Maisie Williams, A Guerra dos Tronos
Maura Tierney, The Affair
Constance Zimmer, UnREAL

COMÉDIA

Série de Comédia

Black-ish
Master of None
Uma Família Muito Moderna
Silicon Valley
Transparent
Unbreakable Kimmy Schmidt
Veep

Ator Principal em Série de Comédia

Anthony Anderson, Black-ish
Aziz Ansari, Master of None
Will Forte, The Last Man On Earth
William H Macy, Shameless
Thomas Middleditch, Silicon Valley
Jeffrey Tambour, Transparent

Atriz Principal em Série de Comédia

Ellie Kemper, Unbreakable Kimmy Schmidt
Julia Louis Dreyfus, Veep
Laurie Metcalf, Getting On
Tracee Ellis Ross, Black.ish
Amy Schumer, Inside Amy Schumer
Lily Tomlin, Grace and Frankie

Ator Secundário em Série de Comédia

Louie Anderson, Baskets
Andre Braugher, Brooklyn Nine-Nine
Keegan-Michael Key, Key & Peele
Ty Burrell, Uma Família Muito Moderna
Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt
Tony Hale, Veep
Matt Walsh, Veep

Atriz Secundária em Série de Comédia

Niecy Nash, Getting On
Allison Janney, Mom
Kate McKinnon, Saturday Night Live
Judith Light, Transparent
Gaby Hoffmann, Transparent
Anna Chlumsky, Veep

MINISSÉRIE/TELEFILME

Melhor Minissérie

American Crime
Fargo
The Night Manager
American Crime Story: The People vs OJ Simpson
Roots

Ator Principal em Minissérie ou Telefilme

Byan Cranston, All The Way
Benedict Cumberbatch, Sherlock
Idis Elba, Luther
Cuba Gooding Jr, American Crime Story: The People vs OJ Simpson
Tom Hiddleston, The Night Manager
Courtney B Vance, American Crime Story: The People vs OJ Simpson

Atriz Principal em Minissérie ou Telefilme

Felicity Huffman, American Crime
Lili Taylor, American Crime
Kerry Washington, Confirmation
Kirsten Dunst, Fargo
Audra McDonald, Lady Day at Emerson's Bar & Grill
Sarah Paulson, American Crime Story: The People vs O.J. Simpson

Ator Secundário em Minissérie ou Telefilme

Jesse Plemons, Fargo
Bokeem Woodbine, Fargo
Hugh Laurie, The Night Manager
John Travolta, The People v. O.J. Simpson: American Crime Story
Sterling K. Brown, The People v. O.J. Simpson: American Crime Story
David Schwimmer, The People v. O.J. Simpson: American Crime Story

Atriz Secundária em Minissérie ou Telefilme

Melissa Leo, All The Way
Regina King, American Crime
Sarah Paulson, American Horror Story: Hotel
Kathy Bates, American Horror Story: Hotel
Jean Smart, Fargo
Olivia Colman, The Night Manager

Ler mais

Exclusivos

Premium

Bernardo Pires de Lima

Os europeus ao espelho

O novo equilíbrio no Congresso despertou em Trump reações acossadas, com a imprensa e a investigação ao conluio com o Kremlin como alvos prioritários. Na Europa, houve quem validasse a mesma prática. Do lado democrata, o oxigénio eleitoral obriga agora o partido a encontrar soluções à altura do desafio em 2020, evitando a demagogia da sua ala esquerda. Mais uma vez, na Europa, há quem esteja a seguir a receita com atenção.

Premium

Rogério Casanova

O fantasma na linha de produção

Tal como o desejo erótico, o medo é uma daquelas emoções universais que se fragmenta em inúmeras idiossincrasias no ponto de chegada. Além de ser contextual, depende também muito da maneira como um elemento exterior interage com o nosso repositório pessoal de fobias e atavismos. Isto, pelo menos, em teoria. Na prática (a prática, para este efeito, é definida pelo somatório de explorações ficcionais do "medo" no pequeno e no grande ecrã), a coisa mais assustadora do mundo é aparentemente uma figura feminina magra, de cabelos compridos e desgrenhados, a cambalear aos solavancos na direcção da câmara. Pode parecer redutor, mas as provas acumuladas não enganam: desde que foi popularizada pelo filme Ring em 1998, esta aparição específica marca o ponto em filmes e séries ocidentais com tamanha regularidade que já se tornou uma presença familiar, tão reconfortante como um peluche de infância. É possível que seja a exportação japonesa mais bem-sucedida desde o Toyota Corolla e o circuito integrado.

Premium

Maria do Rosário Pedreira

Adeus, futuro. O fim da intimidade

Pelo facto de dormir no quarto da minha irmã (quase cinco anos mais velha do que eu), tiveram de explicar-me muito cedo por que diabo não a levavam ao hospital (nem sequer ao médico) quando ela gania de tempos a tempos com dores de barriga. Efectivamente, devia ser muito miúda quando a minha mãe me ensinou, entre outras coisas, aquela palavra comprida e feia - "menstruação" - que separava uma simples miúda de uma "mulherzinha" (e nada podia ser mais assustador). Mas tão depressa ma fez ouvir com todas as sílabas como me ordenou que a calasse, porque dizia respeito a um assunto íntimo que não era suposto entrar em conversas, muito menos se fossem com rapazes. (E até me lembro de ter levado uma sapatada na semana seguinte por estar a dizer ao meu irmão para que servia uma embalagem de Modess que ele vira no armário da casa de banho.)