Mulheres de criadores fazem ultimato sobre Jon Snow

Esposas de David Benioff e D. B. Weiss ameaçaram terminar os casamentos caso Jon Snow não volte

Está ou não Jon Snow efetivamente morto? A resposta à maior dúvida em relação à sexta temporada de A Guerra dos Tronos, que regressa a 25 de abril ao Syfy, poucos sabem. Mas a verdade é que o destino da personagem interpretada por Kit Harington na série de drama e fantasia já colocou em risco os casamentos dos dois responsáveis pela adaptação televisiva dos livros de George R. R. Martin, David Benioff e D. B. Weiss.

A confissão foi dada pela atriz Amanda Peet, mulher de David Benioff, convidada no talk show de Conan O'Brien esta semana. "Ele não estava em casa [quando foi exibido o episódio com a morte de Jon Snow]. Liguei à Andrea [Troyer, esposa de D. B. Weiss] e encenámos uma intervenção junto deles. Dissemos: 'É bom que arranjem uma maneira de o trazer de volta. Não quero saber como nem o que será preciso, têm que o fazer. Ou então, podem começar uma relação gay entre vocês os dois porque nós vamos embora'", contou a atriz, soltando gargalhadas em estúdio.

Falando de forma mais séria, Amanda Peet acrescentou a Conan O'Brien que os dois cocriadores de A Guerra dos Tronos não partilham com as mulheres spoilers quanto ao futuro da série.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.