Criadores de "South Park" incapazes de fazer sátira na era de Trump

Trey Parker e Matt Stone explicam que é complicado criar novos episódios da série que critica a sociedade através de humor porque "a sátira tornou-se realidade."

Os criadores de South Park estão a sentir dificuldades em dar continuidade ao tom da série de animação para adultos. O problema está no facto de a realidade ser difícil de superar, sobretudo desde que Donald Trump assumiu a presidência dos EUA. "É complicado porque a sátira tornou-se realidade", justificou Trey Parker, um dos criadores.

"É muito difícil brincar [com essa realidade]. Na última temporada, que terminou há um mês e meio, estávamos a tentar brincar com o que se estava a passar mas não conseguíamos acompanhar o ritmo. E aquilo que estava a acontecer tinha muito mais piada do que o que quer que fosse que pudéssemos inventar. Portanto, decidimos afastarmo-nos um pouco e deixá-los fazer a comédia deles, que nós fazemos a nossa", explicou Parker.

A dupla criativa de South Park fica completa com Matt Stone, que também acompanhou o raciocínio do colega. "As pessoas estão sempre a dizer-nos: 'vocês devem estar a reunir muito material', como se estivéssemos felizes com algumas coisas que estão a acontecer. Não sei se isso é verdade; não nos parece que seja. Ficamos estupefactos como toda a gente."

South Park estreou em 1997 na televisão norte-americana e desde então nunca mais abandonou o pequeno ecrã, contando com 20 temporadas. A série centra-se na cidade homónima e recorre a um grupo de crianças em desenho animado para fazer as mais duras críticas em forma à sociedade ocidental.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG