"House of Cards" acaba após alegações contra Spacey

Informação surge horas depois de o protagonista Kevin Spacey ter sido acusado de assédio sexual a um colega

A série House of Cards, protagonizada por Kevin Spacey, vai terminar no final da sexta temporada, anunciaram os criadores a alguns membros da equipa, segundo a revista Variety. Uma informação que surge menos de 24 horas depois de o ator ter sido acusado de assédio sexual por um colega, apesar de o Netflix garantir que já estava programada.

House of Cards está atualmente na quinta temporada. Foi um dos primeiros grandes sucesso do serviço Netflix, quando foi lançada em 2013, contando com o poder do oscarizado Spacey e de Robin Wright, o casal presidencial da série. De acordo com o site Entertainment Weekly, as filmagens da sexta temporada começaram há duas semanas.

Anthony Rapp acusou Spacey de o ter assediado quanto tinha apenas 14 anos e Spacey 26, nos anos 80. Em entrevista ao site BuzzFeed News, o ator de 46 anos contou que estava numa festa no apartamento de Spacey quando tudo aconteceu: quando ficaram sozinhos Spacey terá agarrado nele ao colo e depois ter-se-á deitado em cima dele.

Spacey disse não ter memória do incidente, mas pediu desculpa pelo que disse ter sido "comportamento de bêbedo". "Se eu me tiver comportado da forma como ele descreve, devo-lhe as mais sinceras desculpas", disse. E acabou por revelar que é homossexual, uma afirmação que lhe valeu críticas por ter surgido neste momento delicado.

O Netflix emitiu um comunicado esta segunda-feira em que afirmava que a empresa estava "muito perturbada" pela notícia e que em resposta a esse incidente os executivos iriam reunir-se com o elenco e equipa da série. Spacey é também produtor-executivo da série.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG