'A Impostora'. Projeto ambicioso na despedida de Nicolau Breyner

O elenco da novela 'A Impostora', que se estreia este domingo, dia 4, na TVI, considera que este é um projeto especial e marcante por vários motivos, entre os quais o facto de ter sido a última novela de Nicolau Breyner

Foi um final de tarde com um misto de emoções. Por lado, a felicidade de ver um projeto concluído e prestes a estrear-se no pequeno ecrã. Por outro o facto de esse mesmo projeto ter sido o último em que Nicolau Breyner, que morreu a 14 de março, participou.

Tanto José Eduardo Moniz, diretor para a ficção da Media Capital, como Luís Cunha Velho, diretor-geral da TVI, aproveitaram para sublinhar a qualidade desta trama, assinada por António Barreira, deixando claro que "é uma novela muito bem feita, muito bem escrita" e "diferente" daquelas que a estação de Queluz de Baixo tem feito.

As atrizes Dalila Carmo e Fernanda Serrano, que a par de Diogo Infante assumem o papel de protagonistas desta novela, não esconderam que o projeto tornou-se ainda mais especial pelo facto de ter marcado a despedida de Nicolau Breyner.

Esta trama marca o regresso de Eunice Muñoz ao pequeno ecrã depois de a atriz, de 88 anos, ter estado afastada durante três anos devido a um cancro na tiroide.

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.