Da ciência ao jornalismo

Escrever sobre ciência exige reflexão. Por isso é fundamental conhecer as regras e, sobretudo, conceber um entendimento lógico entre a escrita dos jornalistas e a essência dos assuntos científicos.

A sessão desta quarta-feira, "Falando de Ciências", permitiu aos mais novos a realização de uma primeira página, selecionando e consultando as notícias da editoria de ciência, saúde e tecnologia.

Os alunos do 8º ano da Escola Secundária com 3º ciclo do Ensino Básico de Vergílio Ferreira estiveram na galeria do Diário de Notícias para mais uma sessão promovida pelo Media Lab. A sessão de hoje, "Falando de Ciências", permitiu aos mais novos a realização de uma primeira página, selecionando e consultando as notícias da editoria de ciência, saúde e tecnologia.

Desde avanços tecnológicos, passando por descobertas no âmbito de células cancerígenas e conselhos sobre benefícios de comer chocolate, foram alguns dos principais assuntos que o grupo desenvolveu.

Os jovens revelaram interesse na construção das notícias, considerando que "a linguagem noticiosa estava ao alcance da sua compreensão".

O processo de transformação da linguagem especializada para a linguagem comum do discurso científico é realizado pelo jornalista na divulgação de informação. Essa transformação é necessária, uma vez que se traduz na reformulação e conversão do conteúdo informativo pelo jornalista, que tem como finalidade tornar a informação acessível para o grande público

Segundo Ana Sofia Pereira, professora de Ciências, "o rigor é muito importante quando se escreve sobre ciência. O jornalista tem de conhecer os assuntos, de modo a que o leitor distinga realidade de ficção". Para a docente, existe uma dualidade interessante entre as duas áreas. "As pessoas são informadas todos os dias do trabalho desenvolvido por cientistas. Como? Através dos órgãos de informação".

Atualmente, os meios de comunicação são o meio mais capaz e imediato para a divulgação da mensagem científica. Nesta perspetiva resta compreender o relacionamento entre jornalistas e cientistas e as regras e práticas de ambos os campos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG