Sindicato dos Quadros e Técnicos Bancários quer representar associados e acionistas na AG do BCP

Lisboa, 08 mai 2019 (Lusa) - O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) apelou hoje aos seus associados e a outros acionistas do BCP para fazerem delegação de representação na assembleia geral do banco, marcada para 22 de maio.

"O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) (..) apela aos seus associados e a outros acionistas do BCP a delegação de representação para a assembleia geral de acionistas do grupo Banco Comercial Português, agendada para 22 de maio", pode ler-se no comunicado do SNQTB enviado à Lusa.

Para o SNQTB, a assembleia geral do BCP "será particularmente relevante no que respeita à devolução das retribuições retidas aos trabalhadores do BCP".

No comunicado, a estrutura sindical aponta que "tem vindo a acompanhar com proximidade e interventivamente as situações profissionais e o quadro laboral dos trabalhadores do grupo Banco Comercial Português e irá fazer-se representar e defender os interesses desses trabalhadores", bem como "marcar presença em representação dos seus associados e outros acionistas do BCP".

Segundo Paulo Marcos, presidente do SNQTB, "um número cada vez maior de acionistas tem confiado a sua representação no SNQTB, e uma vez mais iremos mostrar a nossa força e a confiança que nos é depositada, intervindo a favor dos trabalhadores do BCP".

Em 09 de abril, os sindicatos de Bancários do Sul e Ilhas (SBSI) e do Centro (SBC) divulgaram que o BCP iria repor este ano pelo menos 25% do valor dos salários cortados entre 2014 e 2017, algo entretanto confirmado pelo banco liderado por Miguel Maya.

Em 23 de abril, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o banco divulgou que irá propor à assembleia geral "a distribuição de resultados" aos trabalhadores, no montante de cerca de 12,6 milhões de euros, "no âmbito do processo de compensação pela redução de salários" entre 2014 e 2017.

Na terça-feira, o Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) solicitou a intervenção da Direção-Geral do Emprego e Relações de Trabalho (DGERT) para desbloquear o impasse negocial com o BCP, no âmbito da revisão do Acordo Coletivo de Trabalho.

Hoje, o SNQTB e o Sindicato Independente da Banca (SIB), num comunicado conjunto com o SBN, manifestaram o "total apoio" à iniciativa do sindicato do Norte.

No comunicado conjunto hoje divulgado, os três sindicatos afirmam que "não se conformam com a posição imobilista e injusta do BCP", e acusam o banco de uma "verdadeira recusa (...) em cumprir o dever de negociar" o acordo coletivo.

Exclusivos