Portugal emite hoje até 1.500 ME em Bilhetes do Tesouro a seis e 12 meses

Portugal regressa hoje ao mercado para emitir até 1.500 milhões de euros em dois leilões de Bilhetes de Tesouro (BT) a seis e 12 meses.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) informou que os BT a serem leiloados hoje têm maturidades em maio de 2019 (seis meses) e em novembro de 2019 (12 meses) e que o montante indicativo global é de entre 1.250 milhões e 1.500 milhões de euros.

Nos últimos leilões comparáveis, em 19 de setembro, Portugal colocou 1.400 milhões de euros, montante inferior ao máximo anunciado, de 1.500 milhões de euros, em Bilhetes do Tesouro a taxas de juro negativas, mas a subirem a seis e a 12 meses face aos anteriores leilões comparáveis.

Depois de terem atingido o mínimo de sempre em 17 de janeiro último, as taxas de juro médias dos Bilhetes do Tesouro a seis e a 12 meses têm vindo a subir desde então.

Assim, em setembro a 12 meses foram colocados 1.000 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro à taxa de juro média de -0,270%, de novo negativa, mas superior à registada em 18 de julho, quando foram colocados 1.350 milhões de euros a -0,280%.

A seis meses foram colocados 400 milhões de euros em BT à taxa média de -0,317%, menos negativa do que a verificada em 18 de julho, quando foram colocados também 400 milhões de euros a -0,339%.

Em 17 de janeiro as taxas de juro médias dos BT a seis e 12 meses atingiram os mínimos de -0,425% e -0,398%, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG