Paredes disponibiliza 12 técnicos para projeto de combate ao insucesso escolar

Paredes vai iniciar um projeto de promoção do sucesso escolar, nos anos com mais retenções, afetando 12 técnicos, de várias áreas sociais, para reforçar o acompanhamento dos alunos, disse à Lusa o presidente da câmara.

Segundo Alexandre Almeida, a medida vai incidir nos diferentes agrupamentos e nos anos do percurso escolar em que o concelho apresenta taxas de retenção superiores à média dos demais municípios da Área Metropolitana do Porto.

A ação vai prolongar-se por dois anos e prevê-se a intervenção de técnicos de psicologia clínica, terapia da fala, terapia ocupacional e psicomotricidade, entre outras áreas.

Para Alexandre Almeida, o município "pretende intervir ao nível da promoção do sucesso escolar e da prevenção do abandono escolar precoce, combatendo o insucesso e reforçando ações que promovam melhores resultados, com especial enfoque nos 2.º, 6º e 7.º anos de escolaridade".

Ao longo do programa, os alunos participarão em atividades que melhorarão os seus conhecimentos e capacidades ao nível da leitura, escrita, cálculo e literacia visual.

Outras atividades complementares, nomeadamente nos planos das temáticas ambientais, da promoção de competências socioeducativas e da promoção da ligação ao meio local e aos recursos existentes na comunidade, também constam do programa hoje anunciado.

O valor afeto ao projeto é de 574.417 euros.

À margem daquele projeto, no novo ano letivo, acrescentou o autarca, vai estrear um serviço social, designado transporte acompanhado, uma medida que prevê a disponibilização de assistentes para acompanhar o transporte das crianças do primeiro ciclo do ensino básico.

Alexandre Almeida disse justificar-se esta medida, atendendo à dispersão do concelho de Paredes.

Além disso, a câmara vai manter o apoio na aquisição dos materiais escolares, estreado no ano letivo passado, através de títulos que obrigam que a aquisição do produtos seja feita no comércio local.

Os alunos do 3.º ciclo e do ensino secundário também podem contar com apoio do município de Paredes nos manuais escolares. Nos demais ciclos de ensino, a medida já é garantida pela administração central.

Exclusivos

Premium

Contramão na autoestrada

Concessionárias querem mais formação para condutores idosos

Os episódios de condução em sentido contrário nas autoestradas são uma realidade recorrente e preocupante. A maioria envolve pessoas idosas. O tema é sensível. Soluções mais radicais, como uma idade para deixar de conduzir, avaliação médica em centros específicos, não são consensuais. As concessionárias das autoestradas defendem "mais formação" para os condutores acima dos 70 anos.