Ordem quer médicos veterinários na Proteção Civil e Governo está recetivo

A Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) está a elaborar um projeto para incluir os veterinários na Proteção Civil, sendo que já existe um pré-acordo com o Governo, disse hoje à Lusa o bastonário.

"Estamos a elaborar um projeto, de acordo com a realidade do país, para também estarmos presentes na Proteção Civil. Percebemos que a prioridade são as pessoas e não se pode estar a tirar meios alocados à ajuda às populações, mas, paralelamente, as coisas podem fazer-se simultaneamente", afirmou o bastonário da OMV, Jorge Cid.

Este responsável, que se deslocou a Pedrógão Grande para entregar à Câmara Municipal e às três juntas de freguesia cerca de cinco mil euros para a reposição do efetivo animal no concelho, adiantou que houve "bastante abertura" a esta proposta da OMV por parte dos ministros da Agricultura e da Administração Interna.

"Houve bastante abertura [ministro da Agricultura e da Administração Interna]. Considerou-se que era essencial e temos esperança que seja uma realidade", disse.

Jorge Cid explicou que, em caso de catástrofe, sejam incêndios ou de outro tipo, "não há plano rigorosamente nenhum no país [para os animais]".

Na sequência da experiência com os incêndios do ano passado, a OMV decidiu propor a inclusão dos veterinários no plano da Proteção Civil nacional.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.