Notre-Dame: Catedral será reconstruída, promete Presidente francês

Paris, 15 abr 2019 (Lusa) -- O Presidente francês, Emmanuel Mácron, prometeu esta noite que a catedral de Notre-Dame, devastada por um incêndio, será reconstruída, e disse que "o pior foi evitado".

"O pior foi evitado, mesmo se a batalha não está ainda totalmente ganha", afirmou o Presidente, emocionado, nas imediações da catedral, onde os bombeiros continuam a lutar contra as chamas.

Mácron disse ainda que "as próximas horas serão difíceis".

"As próximas horas serão difíceis, mas graças à sua coragem [dos bombeiros] a fachada e as duas torres principais não caíram", adiantou o Presidente numa declaração aos jornalistas.

Mácron referiu-se aos bombeiros afirmando: "Mais de 500 deles lutam há horas e continuam ali. Fazem-no com uma coragem extrema e um grande profissionalismo".

Depois de agradecer também à autarca de Paris, Anne Hidalgo, e aos serviços do Estado em geral, o chefe de Estado garantiu, de forma solene, que Notre-Dame será reconstruída com a ajuda de todos.

"A partir de amanhã [terça-feira] poremos em marcha uma subscrição nacional e além das fronteiras de França. E pediremos o apoio dos maiores talentos", assegurou.

"Notre-Dame é a nossa História, a nossa literatura... É o epicentro das nossas vidas, o padrão de onde partem as nossas distâncias", acrescentou Emmanuel Mácron junto da catedral.

Um incêndio na catedral de Notre-Dame de Paris começou cerca das 18:50 locais (17:50 em Portugal).

Mais de quatro horas depois, o comandante dos bombeiros sapadores de Paris, general Jean-Claude Gallet, anunciou que a estrutura da catedral estava "salva e preservada na sua globalidade", mas prosseguia o combate às chamas.

Os bombeiros disseram que o incêndio terá começado no sótão da catedral e admitiram que possa estar relacionado com trabalhos de reabilitação do edifício.

O pináculo de Notre-Dame desmoronou-se cerca de uma hora depois de o incêndio ter deflagrado.

Chefes de Estado e de Governo de vários países, incluindo Portugal, enviaram mensagens de pesar e de solidariedade às autoridades francesas, bem como o Vaticano e a Organização das Nações Unidas (ONU).

A catedral de Notre-Dame foi edificada em 1163 e iniciou a função religiosa em 1182, embora os trabalhos de construção tenham prosseguido até 1345.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.