Mundiais atletismo: Foco de gastroenterite num hotel da organização

A organização dos Mundiais de atletismo, em Londres, detetou um surto de gastroenterite num dos hotéis londrinos que alojam atletas que disputam a competição.

Um dos alojados no Tower Hotel é Isaac Makwala, atleta do Botsuana e um dos favoritos da prova masculina dos 400 metros.

Em comunicado, o comité organizador dos Mundiais de Londres confirmou que os departamentos médicos de várias equipas estão a tratar os atletas afetados.

Makwala disputaria na segunda-feira, nos 200 metros, o primeiro de um dos dois duelos, nos 200 e 400 metros, com o sul-africano Wayde Van Niekerk, outro dos grandes favoritos nesta distância, mas acabou por não comparecer devido a uma intoxicação alimentar.

"Houve vários casos de gastroenterite comunicados por membros das equipas residentes num dos hotéis oficiais dos Mundiais, que foram atendidos pelos serviços médicos. Estamos a trabalhar com o ministério da Saúde Pública para controlar a situação", referiu o comité organizador no comunicado.

Por seu turno, os responsáveis do Tower Hotel revelaram que decorrem investigações dos serviços sanitários e da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), mas garantiu que o foco do surto não está localizado na unidade hoteleira.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.