Xanana continua presidente do maior partido de Timor-Leste, Kalbuadi eleito secretário-geral

Xanana Gusmão mantém-se na presidência do Congresso Nacional da Reconstrucao Timorense (CNRT), não tendo havido qualquer desafio à sua liderança, e Francisco Kalbuadi foi eleito secretário-geral, derrotando a lista liderada pelo antecessor, Dionisio Babo.

Ao cargo de secretário-geral apresentaram-se três listas, tendo Francisco Kalbuadi, que era presidente da Comissão Diretiva Nacional, sido eleito com 531 votos contra os 195 obtidos pelo secretário-geral cessante, Dionísio Babo, e os 188 obtidos pelo atual presidente do Parlamento Nacional, Adérito Hugo da Costa.

Kalbuadi, atual ministro do Turismo, Arte e Cultura, tem estado ligado a alguns processos de investigação em Timor-Leste com a imprensa timorense a noticiar em outubro do ano passado que o Tribunal Distrital de Díli o estava a investigar por alegadas irregularidades no financiamento do partido em 2012.

O novo secretário-geral do maior partido timorense esteve igualmente envolvido noutra polémica relacionada com o futebol timorense e internacional.

Presidente da Federação de Futebol de Timor-Leste, Kalbuadi foi envolvido na polémica em torno dos alegados subornos pagos por Mohamed Bin Hammam, do Qatar, para conseguir levar o Mundial para aquele país.

Uma auditoria da PWC sobre a CAF e as contas de Hamman indica que terá dado cerca de 50 mil dólares a Kalbuadi Lay para "gastos pessoais".

A FFTL foi recentemente suspensa pela FIFA e pela Confederação Asiática de Futebol por utilizar 12 jogadores brasileiros com documentos falsos que alegavam ser timorenses.

Na votação do CNRT esta madrugada, a lista B, vencedora, inclui a eleição como vice-presidentes de António da Costa (Ma Huno), Virgílio Smith, Maria Rosa da Câmara, Tomás Cabral, Bendito Freitas e Francisco da Costa.

Para os cargos de vice-secretários-gerais foram eleitos Jacinto Rigoberto de Deus, Francisco Guterres e Jacinto Viegas.

Entre os derrotados nas outras listas contam-se na A liderada por Adérito Hugo da Costa o atual ministro de Estado e porta-voz do Governo, Agio Pereira e o chefe da bancada do CNRT no Parlamento Nacional, Natalino dos Santos.

A votação decorreu até à madrugada de hoje depois de uma maratona de debates iniciados na sexta-feira e que incluíram alterações aos estatutos para permitir a reeleição dos quadros dirigentes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.