Tendência Esperança em Movimento elogia decisão de Mesquita Nunes que considera exemplo

A Tendência Esperança em Movimento (TEM), uma corrente interna do CDS-PP, elogiou hoje a atitude de Adolfo Mesquita Nunes de demitir-se do cargo de vice-presidente do partido, referindo que deve ser um "exemplo" a seguir.

"A TEM/CDS saúda a atitude e o exemplo de Adolfo Mesquita Nunes ao abandonar a vice-presidência da CDS-PP para assumir funções no conselho de administração da Galp. É um exemplo que deveria ser seguido por outros em circunstâncias semelhantes", refere a TEM em comunicado.

A corrente interna do CDS-PP acrescenta que luta por um partido onde "não exista promiscuidade entre interesses económicos e o poder político".

O vice-presidente do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes demitiu-se da direção nacional, mas vai manter-se na coordenação do grupo de trabalho para fazer o programa eleitoral do partido, afirmou hoje à Lusa fonte centrista.

A notícia da demissão foi avançada hoje pela edição 'on-line' do Expresso, que explica a decisão com o facto de Mesquita Nunes ter aceitado um cargo de administrador não executivo na Galp.

Apesar da saída, em abril, o ex-secretário de Estado do Turismo, no anterior Governo PSD/CDS, vai continuar a coordenar o trabalho para elaborar o programa eleitoral que o partido levará às legislativas de outubro, segundo uma fonte do partido.

O Expresso cita a carta de demissão do agora ex-vice-presidente em que este justifica a decisão como uma opção pela carreira profissional, em detrimento da atividade política.

Em declarações ao jornal, a líder do CDS, Assunção Cristas, afirmou já lamentar mas compreender a saída do seu 'vice' e sublinhou que não se trata de uma incompatibilidade, mas sim de uma opção pessoal.

Na carta, citada pelo semanário, Mesquita Nunes, 41 anos, alega que a nova função na Galp lhe retirará tempo e disponibilidade para desempenhar o cargo na direção nacional dos centristas.

"É uma atitude que reflete a forma como sempre estive na política", segundo explicou Mesquita Nunes, que era vice-presidente do partido desde 2016.

Adolfo Mesquita Nunes é também vereador, eleito pelo CDS com 15,1% dos votos, na Câmara Municipal da Covilhã, distrito de Castelo Branco, de onde é natural.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.